Take a fresh look at your lifestyle.

Autoestima com os dentes saudáveis

0 71

O sorriso é uma das partes mais notadas pelas pessoas, é como um cartão de visitas e é capaz de transmitir confiança e esbanjar autoestima.

Estar bem consigo mesmo é um dos desejos mais comuns das pessoas e na maioria das vezes está ligado a aparência.

Se você gostaria de ter um sorriso mais atraente, confira a seguir a relação entre saúde bucal e saúde emocional e os procedimentos que podem te garantir uma boca mais saudável e um sorriso harmônico:

Saúde bucal e saúde emocional

O bem-estar e a aceitação física caminham juntos e quando uma pessoa não é segura de seu sorriso, ela se sente desconfortável.

É buscando este bem-estar que o paciente procura o odontologista, e é por isso que cada dia mais a odontologia está atrelada com a medicina e a psicologia.

Segundo a OMS, a saúde bucal influencia a autoestima e a elevação da mesma, confirmando a relação entre o sorriso bonito e o bem-estar emocional.

Valorização da estética

Nos dias de hoje, a preocupação com a aparência influencia pessoas a optarem por procedimentos estéticos, sendo alguns realizados também por dentistas.

Gengivite, dentes tortos, amarelados, ou danificados por cáries e outras lesões deixam as pessoas envergonhadas.

Estudos apontam que quando contentes quanto a própria imagem, as pessoas tendem a se sair melhor em suas relações, sejam elas amorosas ou profissionais.

autoestima
autoestima

Procedimentos

Há várias opções de procedimentos estéticos, com vários objetivos e resultados para cada situação, ajudando a restituir a autoestima. Seguem alguns exemplos:

  • Clareamento dental

O campeão da autoestima, atua contra o amarelado dos dentes, pode ser feito na clínica, em casa, ou intermediando os dois locais dependendo da orientação do dentista.

São utilizados um molde e a aplicação de gel de clareamento. O efeito perdura de 1 a 2 anos sem interferência de corantes, café ou tabaco.

  • Aparelho ortodôntico

Apresenta diversos modelos e seu uso depende da necessidade do paciente. Pode ser usado para reposicionar dentes, evitar desgastes, concertar a mordida, restabelecendo assim sua função, a da mastigação e respiração. Pode ser removível ou fixo, sendo o último o mais comum e feito de inox, porcelana, aço ou safira.

  • Tóxina botulínica

Conhecida popularmente como botox, é o método utilizado para pacientes de sorriso gengival. Se trata de uma neurotoxina, produzida pela bactéria Clostridium botulinum que durante o processo reprodutivo, cresce e produz essa e mais seis divergentes toxinas, sendo a do sorotipo A mais potente.

  • Lente de contato dental

É a solução de pequenos problemas como manchas, fraturas, ‘’dentes separados’’ e dentes pequenos, e formada por porcelana ou cerâmica. A lente de contato dental possui uma espessura fina e límpida, possuindo longo período de duração e baixos riscos de descolamentos e rupturas

  • Implantes dentários

É o procedimento indicado para perdas de dentes, substituindo suas raízes por essas armações de titânio que formam a prótese. O implante, diferente das próteses móveis e pontes, é fixo, e indo além da função estética, melhora a mastigação e fala.

  • Preenchimento labial

Procedimento realizado com ácido hialurônico, atua no aumento do volume dos lábios e define o contorno labial. É minimamente invasivo e não necessita de ida a um centro cirúrgico, sendo realizada basicamente pela introdução do ácido que preenche os lábios.

  • Facetas dentárias

As facetas dentárias são estruturas de porcelana ou resina composta que ajuda na reconstrução do sorriso. Não há invasão e as facetas são montadas sob medida para o paciente. É a solução para desníveis dos dentes, manchas, diastemas e dentes desgastados.

Gengivoplastia e gengivectomia

Ambas as técnicas buscam solucionar o excesso de gengiva, se diferindo apenas no objetivo final. A gengivoplastia, objetiva moldar o contorno da gengiva, já a gengivectomia retira seu excesso motivada por problemas periodontais.

Invisalign

O Invisalign é uma alternativa ao aparelho ortodôntico tradicional, sendo discreto e igualmente eficiente. O tratamento com esses alinhadores invisíveis é confortável por ser elaborado baseando-se nas necessidades do paciente, evitando ferimentos e gastos no interior da boca.

Bons hábitos

Para evitar tais procedimentos, nada melhor do que prevenir com uma boa higienização bucal e melhorar a autoestima. A boa escovação, o uso do fio dental e do flúor são imprescindíveis para evitar alguns dos problemas solucionados por esses processos.

Além disso, uma boa alimentação, evitando a ingestão de alimentos industrializados e com alto índice de açúcar. O ato do fumo também é prejudicial e deve ser evitado.

É indicado visitar o dentista regularmente, de 6 a 6 meses, para ser feita uma limpeza completa e uma avaliação geral do estado de sua saúde bucal, precavendo de eventuais problemas.

Principais problemas

Os problemas mais recorrentes e que afetam a estética e a saúde bucal das pessoas são:

Perda óssea e dentária

A perda óssea e dentária influencia diretamente na funcionalidade da mastigação e boa digestão.

São em sua maioria causados por doenças periodontais e cáries sem tratamento, abalando a estrutura dos dentes. Então o sorriso começa a apresentar falhas e desconforto tanto físico quanto emocional.

Diastema

Se trata dos espaços entre os dentes, que costumam formar espécies de buracos. Possui maior recorrência entre os dois dentes superiores frontais, o que implica grande impacto na aparência.

Pode influenciar no surgimento de outros problemas como o acúmulo de restos, o que leva ao mau hálito, a incidência de cáries e inflamações na gengiva.

Dentes amarelados e com manchas

As manchas podem surgir com o tempo, mas podem ser evitadas com o corte dos alimentos que aceleram esse processo.

Podem ter causas internas e geram desconforto excessivo, levando a impressão dos dentes estarem sempre sujos. Mas só possui solução com tratamento.

Halitose

O mau hálito pode não ser temporário e sim um problema grave que deve ser tratado. Mesmo que possa não possuir uma causa necessariamente bucal, mas sim advinda de algum desequilíbrio no organismo.

É importante consultar com um dentista para que se tenha o diagnóstico e a solução do problema.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy