Take a fresh look at your lifestyle.

Estudante cria máscaras que permitem a leitura labial pelos surdos com coronavírus

32

As máscaras são feitas de tecido e plástico transparente, que não impede o surdo de entender o que o médico ou enfermeiro falar.

Devido ao grande número de pessoas que estão procurando os postos de saúde e hospitais por conta da pandemia do novo coronavírus, muitas unidades já estão enfrentando a falta dos suprimentos necessários para atender adequadamente os pacientes.

As máscaras de proteção, por exemplo, são alguns desses itens que mais estão fazendo falta. No entanto, felizmente, muitas empresas e voluntários se uniram numa grande rede de solidariedade para produzir as máscaras e doá-las às unidades de saúde.

O que muita gente não imagina é que pessoas surdas talvez não estejam sendo beneficiadas pela iniciativa.

Isso porque boa parte dos portadores de deficiência auditiva leva em consideração o movimento dos lábios e a expressão das outras pessoas na hora de se comunicar.

Foi pensando nessa questão que a estudante Ashley Lawrence, de 21 anos, aproveitou o seu tempo livre de quarentena para colocar em prática um projeto que vai beneficiar justamente essa população.

Lawrence estuda educação para surdos e pessoas com baixa audição na Eastern Kentucky University, em Richmond, Kentucky (EUA) e, com a ajuda mãe, criou uma máscara com a parte frontal transparente.

O item é feito com um tecido semelhante ao usado nas máscaras convencionais, mas tem a parte frontal adaptada para que os surdos possam entender o que os médicos e enfermeiros falam.

O tecido e o plástico são costurados ao elástico que serve para prender a máscara no rosto. Todo o material utilizado na confecção das máscaras era o que Ashley e sua mãe já tinham em casa.

Ao canal de televisão local de Kentucky, o Lex 18 News, Ashley ressaltou que é só por meio da leitura labial que uma pessoa surda consegue entender o que alguém que não sabe a língua de sinais diz. Daí a importância da sua iniciativa.

O melhor é que as máscaras da jovem estudante estão fazendo o maior sucesso. Em cerca de dois dias, Lawrence já estava fornecendo máscaras para unidades de saúde em seis estados.

E tudo sem cobrar um centavo. Ela só está aceitando doação dos materiais utilizados na produção das máscaras. Que legal, não é mesmo?

Isso é o que acontece quando decidimos mudar a realidade das pessoas que vivem à nossa volta. Mesmo que elas enfrentem dificuldades e sejam detentoras de especificidades diferentes das nossas, há sempre um jeitinho de ajudar, basta estarmos dispostos a melhorar a vida do outro.

Que ideia criativa, você não acha?

Deixe o seu comentário e compartilhe essa iniciativa nas suas redes sociais.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: reprodução.

O post Estudante cria máscaras que permitem a leitura labial pelos surdos com coronavírus apareceu primeiro em O Segredo.

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy