Take a fresh look at your lifestyle.

Hábito Por que é tão difícil mudar ? Padrões do subconsciente

0 123

Hábito Por que é tão difícil mudar ? Entenda aqui como mudar para hábitos saudáveis!

É muito provável que você já tenha passado por um momento da sua vida em que estava decidido a mudar, completamente motivado. Mas, por algum motivo, acabou desistindo e deixando as coisas como elas estavam. Isso pode ser explicado pela grande dificuldade que as pessoas têm em modificar os hábitos.

Hábitos nada mais são do que padrões criados pelo nosso subconsciente. Onde o cérebro acaba por se acomodar a realizar as mesmas ações dia após dia, durante décadas. Por isso é difícil sair dessa rotina que já é tão cômoda para nós, ainda que não seja impossível desviar do caminho que se mostra tão familiar.

De onde surgem os hábitos?

É muito comum que as pesquisas acerca do subconsciente apontem os hábitos para algum momento em nossa infância. Onde nos sentíamos confortáveis para vivenciar nossas experiências de uma maneira específica, com o apoio, ou não, de nossos pais.

De uma maneira geral, o hábito é originado de crenças na fase infantil.

Na maior parte dos casos, são essas crenças que se responsabilizam por nos proteger de possíveis dores e sofrimentos. Sendo assim, criamos uma espécie de caminho seguro a ser seguido, sem mudança de rumo ou aquela breve escapada da zona de conforto.

Leia também → Manifestando o segredo

Há casos que podem ser denominados de “retroalimentação”, onde mesmo que não haja um motivo para dar continuidade a determinados hábitos, nossa mente insiste em reproduzi-los no dia a dia. Isso é tão profundo e íntimo que se tentarmos explicar para alguém, é muito provável que a outra pessoa não acredite ou não concorde.

Muitas pessoas tomam a decisão de mudar, definitivamente, quando passam por algum instante de sofrimento, ou seja, quando aprendem com os próprios erros. As consequências movem o ser humano a buscar uma alternativa em que a dor não seja absorvida ou que, pelo menos, se mostre mais amena.

O importante é lembrar que as mudanças fazem parte de nossas vidas e elas não necessariamente precisam estar atreladas ao sofrimento. Nossos hábitos podem ser quebrados em pequenos pedaços e vagarosamente, como a mudança do corte de cabelo, a modificação da posição dos móveis da casa ou uma viagem para um lugar inesperado.

mudar os hábitos
mudar os hábitos

Como mudar os hábitos?

Antes de mais nada, é preciso ter o desejo de mudar de hábitos. Tudo o que é feito por meio da força de vontade pode ser levado adiante de modo muito mais leve e, com toda a certeza, proveitoso. Por isso, se deseja modificar algum hábito, comece a pensar neles e nas maneiras com as quais irá lidar com a situação.

A hipnoterapia é um dos principais métodos responsáveis por promover um autoconhecimento. Durante as sessões, será possível entender mais profundamente a si mesmo, buscando por traumas do passado e encontrando o ponto a ser atingido para se livrar de uma crença.

A nossa mente rege o corpo por inteiro. É como a máquina que move nossa vida, transmitindo sensações e encontrando respostas para os nossos questionamentos. No entanto, algumas pessoas precisam de uma pequena ajuda para encontrar o melhor caminho para compreender as próprias crenças, o que pode ser alcançado com a hipnoterapia.

Além disso, veja algumas dicas que podem te ajudar a lidar com hábitos antigos e persistentes.

Leia também → Quero meu ex de volta

Encare suas emoções de frente

Assim como já foi explicado, é muito comum que, em nossa infância, acabemos criando crenças ou as adquirindo. Por isso, com o passar dos anos, somos obrigados a lidar com as consequências disso, numa vã tentativa de eliminar todo o tipo de sofrimento que possa vir a nos cerca. De maneira inconsciente, acabamos bloqueando emoções que poderiam ser fundamentais para o nosso desenvolvimento intelectual.

Quando você se permite sentir as emoções que foram reprimidas ao longo de anos, um peso pode ser retirado de cima dos seus ombros. A hipnoterapia ajuda a encontrar o melhor caminho para o conhecimento de si mesmo, permitindo que tenhamos uma evolução no dia a dia, deixando hábitos de lado para vivenciar o presente.

Pergunte-se acerca de suas justificativas

Quando desejamos mudar um hábito, é muito comum que coloquemos empecilhos em nosso próprio caminho, como desculpas ou justificativas que acabam enganando nossa mente. Isso pode ser encarado como uma espécie de autossabotagem, visto que impedimos a nós mesmos de evoluir.

O ideal é ter uma conversa consigo mesmo, tentar entender o porquê de sempre arranjar justificativas para os hábitos que se repetem há anos. Quando uma justificativa é encontrada para aquilo que sempre acredita, será possível enxergar os outros lados da situação.

Altere a perspectiva

Muita gente acaba por deixar de lado a opinião do outro acerca dos nossos hábitos. Quando olhamos para nós mesmos, tendemos a amenizar a situação, não enxergando as reais proporções das consequências causadas pelas crenças no dia a dia. No entanto, quem está de fora consegue muito bem interpretar os sinais.

Por isso, o ideal é deixar que o outro olhe a sua situação, mas sob outra ótica. Com uma pequena ajuda, é possível encontrar argumentos que não foram pensados antes por você, além de conseguir alcançar pequenos fragmentos capazes de quebrar uma rotina que se tornou cansativa ao longo dos anos.

Outra maneira de lidar com nossas próprias crenças é tentando mudar, aos poucos, a nossa rotina. Ainda que sejam pequenas modificações, elas se mostram muito importantes em um contexto geral. Que tal começar a acordar mais cedo e praticar caminhada? Ou, quem sabe, fazer outra rota para chegar ao trabalho?

Alcance os gatilhos de suas próprias ações

É muito comum que os hábitos que acabamos criando tenham origem em uma espécie de gatilho. Um dos exemplos mais comuns é o daquela pessoa que sempre acende um cigarro após tomar um copo de chá ou café ou quem precisa comer um doce após o almoço, pois se não o fizer, acaba por sentir falta.

Por isso, é mais do que necessário descobrir a origem desses hábitos. Por que eles vêm? Onde surgiram? Começar a se questionar e tentar mudar os pensamentos gradativamente pode ser uma ótima saída.

Quer saber mais sobre os benefícios da hipnoterapia? Siga Angelita Cavalcante no Instagram!

Angelita Cavalcante é Hipnoterapeuta em Itapema, Santa Catarina. Através do método Kraisch ajuda dezenas de pessoas a superarem suas dificuldades por meio da hipnoterapia

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy